Ata da posse do Maestro Paulo Torres

Aos quatro dias do mês de Junho de 2014, em torno das 20 horas, no Teatro Universitário da PUC/PR, com a presença de elevado número de participantes, teve início a Sessão Solene de Posse do novo acadêmico, com a presença dos seguintes confrades e confreiras: Chloris Casagrande Justen, Adélia Maria Woellner, Renê Ariel Dotti, Dante Mendonça, Maria José Justino, José Wanderlei Rezende, Albino Freire, Ernani Straube, Clemente Juliatto, Ernani Buchmann, Antonio Celso Mendes, Eduardo Rocha Virmond, Rui Cavallin Pinto e Léo de Almeida Neves.

A confreira Clotilde Branco Germiniani justificou sua ausência em função de viagem; além disso, contou com a presença das seguintes autoridades: Mônica Rischbieter, Diretora do Centro Cultural Teatro Guaíra, representando o Exmo Sr Governador do Estado; Ir. Frederico Unterberger, representando o Grupo Marista; Prof Waldemiro Gremski, Reitor da PUC/PR; Ardisson Naim Akel, Presidente da Junta Comercial; Profª Roberlaine de Oliveira Borges Robalo, Secretária Municipal de Educação de Curitiba e mais a Orquestra de Câmara da PUC/PR. A sessão foi aberta pela presidente da APL, que ao mesmo tempo que deu as boas vindas ao novo acadêmico, fez um breve relato histórico da criação das academias de Letras  a partir da França,  sua importância e atualidade. Em seguida, coube à confreira Adélia Maria Woelner proceder a chamada pública dos acadêmicos presentes, após o que a Orquestra de Câmara executou o Hino Nacional. Ato contínuo foram convocados os confrade Renê Ariel Dotti e Ivo Clemente Juliato para introduzirem no recinto do anfiteatro o novo acadêmico, que imediatamente se postou à frente da mesa diretora dos trabalhos, passando a ouvir do Secretário da Academia, a leitura do termo de posse, que foi imediatamente assinado no livro competente. Seguiu-se a leitura do diploma que foi solenemente entregue ao novo acadêmico. A imposição do pelerine coube à senhora Elisiane Kretchemer Torres Pereira, esposa do recipiendário, ao que seguiu-se o convite da presidente para que o maestro Paulo Torres ocupasse a sua cadeira respectiva. Na continuidade, o vice-presidente Ernani Straube fez a leitura do credo acadêmico, ao que se segui a saudação do confrade Ivo Clemente Juliato, patrono da candidatura de Paulo Torre a seu ingresso na Academia. A sessão foi encerrada com o discurso de Paulo Torres que não só fez o registro de seus agradecimentos, como também enalteceu a personalidade e a obra de seus antecessores na cadeira nº 16. A fala de Paulo Torres foi intercalada de inúmeras intervenções musicais que deram brilho especial à cerimônia. As palavras finais da Presidente foram de agradecimento pela presença consignada, ao mesmo tempo que fez o convite para a degustação de um cock-tail, no saguão contíguo ao anfiteatro. Por ser verdade, eu, Antonio Celso Mendes, secretário da APL, lavrei a presente ata, que vai assinada por mim e referendada pela Presidente da APL.

Publicado em Atas