ATA DA REUNIÃO CAFÉ DA MANHÃ DA ACADEMIA PARANAENSE DE LETRAS NO DIA 13 DE ABRIL DE 2016

Aos  treze dias do mês de abril, em recinto apropriado do SENAC, teve lugar o tradicional encontro mensal dos integrantes da APL e convidados, no qual se deu cumprimento à pauta estabelecida pela Presidente, que contou com as seguintes presenças registradas em livro próprio: João Manoel Simões, que distribuiu aos presentes suas últimas poesias (POESIA REUNIDA, 2º vol., ed. Chain, 2016), Albino Feire, Antonio Celso Mendes, Chloris Casagrande Justen, Ernani Straube, Ario Dergint, Ernani Buchmann, Eduardo Rocha Virmond, Adélia Maria Woellner, Flávio José Arns, Cecília Helm, Marta Maria de Moraes, Ney Freitas, Clemente Ivo Juliatto, Clotilde Germiniani  e o convidado Luiz Renato Ribas Silva. Ao início dos trabalhos, foi prestada uma homenagem ao confrade recentemente falecido, José Wanderley Resende, com o testemunho emocionado de Liana Márcia Justen, através da leitura de Adélia Maria Woellner, na qual, por ocasião do falecimento de seu filho Cid Justen Santana, recebeu uma poesia de conforto, assim transcrita: “Não chore querida, a perda desse Ente amado, momentânea, da eterna jornada. Em verdes campos, entre vales e montanhas, agora ele passeia, em outro mundo encantado. O que é a vida, senão um sonho, que para todos passa? E a morte tão temida, é só uma porta, que se abre, a uma nova vida! O momento musical ficou a cargo do violonista, compositor e arranjador Ricardo Amaral, do Rio de Janeiro. Após o cântico do Hino do Paraná e a leitura do Credo Acadêmico pelo confrade Flávio José Arns, teve lugar a palestra de Luiz Renato Ribas Silva, sobre o sucesso do programa Memórias Paraná, iniciado em 2005 e que, a partir do ano passado, contando com o apoio da APL, GRPCOM e do Clube Curitibano, pôde documentar em audiovisual a vida e a obra de centenas de pessoas notórias da vida paranaense. Em seguida, usou da palavra o confrade Ario Dergint, que discorreu sobre a vida e a obra do arquiteto Rubens Meister, projetista de inúmeros perfis de obras em Curitiba e no Paraná, como o Teatro Guaira e o Centro Cívico. Na continuidade, pelo adiantado da hora, a Presidente fez a leitura do edital de abertura da vaga da cadeira nº 40, que gerou polêmicas sobre os detalhes de seu conteúdo. O citado edital já está publicado no site da APL, constando as exigências a serem cumpridas pelos pretendentes. O confrade Ernani Buchmann aproveitou do ensejo para antecipar a candidatura de Antonio Carlos Carneiro Neto, o que gerou sérias divergências a respeito dos direitos aos demais pretendentes.  Diversos confrades e confreiras opinaram sobre o assunto, dentre eles Albino Freire, Profa Marta, Flávio Arns, entre outros. Ao final, o confrade Ernani Buchmann discorreu sobre a nova edição da Bibliografia da APL, conclamando a todos para que atualizem seus dados. Nada mais havendo a tratar, a Presidente agradeceu a presença de todos, dando por encerrada a sessão, cuja ata vai assinada por mim, secretário e referendada pela Presidente.

 

Chloris Casagrande Justen                  Antônio Celso Mendes

Presidente                                            Secretário

 

Publicado em Atas