ATA DA REUNIÃO CAFÉ DA MANHÃ DA APL 18 DE OUTUBRO DE 2016.

Aos dezoito dias do mês de outubro, em recinto apropriado do SENAC, teve lugar o tradicional encontro mensal dos integrantes da APL, no qual se deu cumprimento à pauta estabelecida pela Presidente, que contou com as seguintes presenças registradas em livro próprio: João Manoel Simões, Antonio Celso Mendes, Chloris Casagrande Justen, Ernani Buchmann, Eduardo Rocha Virmond, Adélia Maria Woellner, Flávio José Arns, Clemente Ivo Juliatto. Ricardo Pasquini e René Ariel Dotti. Justificaram a ausência os seguintes acadêmicos: Darci Piana, Paulo Torres, Maria José Justino, Albino de Brito Freire e Nilson Monteiro. A leitura do Credo Acadêmico ficou a cargo de Clemente Ivo Juliatto, após a oitiva do Hino do Paraná. À abertura da sessão, tomou a palavra presidente da APL, fazendo um primeiro relato das festividades que tiveram lugar nos dias dos festejos comemorativos aos 80 anos da APL, e do XI Encontro das Academias de Letras do Estado, ressaltando o sucesso obtido, graças a um trabalho conjunto. Em seguida, o acadêmico Ernani Buchmann teceu considerações sobre a contribuição valiosa do SESC/FECOMERCIO, na pessoa de Darci Piana, patrocinando um acolhimento de gala a todos os participantes, com jantares e cocktails ao transcurso dos eventos. Flávio Arns ressaltou os aspectos importantes do convívio e integração que as comemorações permitiram ao transcurso das festividades, dando início a uma nova era de convívio comunicativo entre as diversas academias de letras do Paraná. Coube a Adélia Woellner relatar a importância das mensagens transmitidas, todas de real interesse para todos os presentes, em especial as preocupações com relação à educação infantil. Também abordou as sugestões do confrade Nilson Monteiro sobre a realização de palestras durante as reuniões mensais da APL, sugerindo um calendário de apresentações de todos os acadêmicos que desejem se manifestar. Ato contínuo, a presidente fez um agradecimento público especial ao acadêmico Oriovisto Guimarães, por sua contribuição pessoal de recursos financeiros necessários a resgatar as despesas com a realização dos eventos. Igualmente, a presidente levantou a questão referente aos problemas atuais que têm afetado o comportamento da juventude estudantil do estado, dando início a uma discussão acalorada sobre o papel que a APL deveria tomar com relação a uma contribuição na abordagem dos mesmos. Coube a René Dotti propugnar por uma participação mais agressiva na mídia local, enquanto Pasquini chamou a atenção para um acompanhamento vigilante que a Academia poderia adotar. Porém, coube a Clemente Ivo Juliatto chamar a atenção para os aspectos de cautela e moderação nas manifestações da Academia, necessários à preservação de sua honorabilidade. Finalmente, coube a Ernani Buchmann fazer um relato sobre a literatura paranaense, sob a coordenação da acadêmica Marta Morais da Costa, bem como sobre a abertura do XXII Encontro de História, em conjunto com o Instituto Histórico e Geográfico do Paraná, no Círculo de Estudos Bandeirantes como representante da presidente no evento. Nada mais havendo a tratar, a Presidente agradeceu a presença de todos, dando por encerrada a sessão, cuja ata vai assinada por mim, secretário e referendada pela Presidente.

Chloris Casagrande Justen                  Antônio Celso Mendes

Presidente                                            Secretário

Publicado em Atas