Ata da Sessão Solene de Posse de Marta Morais da Costa

Aos vinte e dois de outubro de 2014, no horário definido no convite, no Palacete dos Leões, nesta Capital, e contando com a presença de seleta audiência, de confrades e confreiras, bem como de familiares e convidados da empossada, teve início a Sessão Solene de Posse da nova integrante da Academia Paranaense de Letras, a profª Marta Morais da Costa. A Mesa dirigente dos trabalhos foi composta pela Presidente da APL, Chloris Casagrande Justen, da Presidente do Centro de Letras do Paraná, Neumar Carta Winters, da Representante da Secretaria de Cultura e da Biblioteca Pública do Paraná, e do Secretário da APL, Antonio Celso Mendes. Estando presentes os seguintes confrades e confreiras: Chloris Casagrande Justen, Adélia Maria Woellner, Dante Mendonça, Antonio Celso Mendes, Rui Cavallin Pinto, Leo de Almeida Neves, Paulo Venturelli, Jeorling Cordeiro Clève, João Manoel Simões, Adherbal  Fortes de Sá, Ario Dergint, Nilson Monteiro, Cecília Helm, Clotilde Branco Germiniani. Após a chamada dos acadêmicos presentes, pela confreira  Adélia Maria Woellner,  teve lugar a execução do Hino Nacional Brasileiro. Ao início da saudação da Presidente, esta teceu sugestivos comentários sobre o histórico de fundação das Academias de Letras, pelos franceses, no século XVII. Ato contínuo, o confrade Paulo Torres fez a leitura destacada do Credo Acadêmico, que soa como uma verdadeira oração.  Em seguida ocorreu a introdução no recinto da novel acadêmica, o que foi procedido pelos confrades Adherbal Fortes de Sá e Leo de Almeida Neves. A colocação da pelerine acadêmica foi procedida por seu esposo, Edson José da Costa. Em seguida teve lugar a leitura, pelo Secretário, do Termo de Posse e da assinatura do Diploma correspondente. A saudação oficial da nova acadêmica ficou a cargo de Adélia Maria Woellner, que enalteceu, de forma bastante eloquente, as qualidades de professora e pesquisadora no campo da formação de novos escritores e leitores, pois é possuidora de vasta carreira didática ao longo de sua trajetória como profissional da educação. O discurso da empossada foi recheado de emoção e destacou o extraordinário significado que o momento se revestia, por ter sido escolhida para assumir uma cadeira perpétua da APL, ao mesmo tempo que enalteceu a herança cultural de sua cadeira, pelos acadêmicos antecessores. As palavras finais da Presidente foram de agradecimento pela presença consignada, ao mesmo tempo que fez o convite para a degustação de um cock-tail, no saguão contíguo ao anfiteatro. Por ser verdade, eu, Antonio Celso Mendes,  secretário da APL, lavrei a presente ata, que vai assinada por mim e referendada pela Presidente da APL.

 

 

 

 

Publicado em Atas