Ata de Posse de Dante Mendonça

Às vinte horas do dia 29 de novembro de 2.010, no Teatro do Paiol, sito na Praça Guido Viaro, s/nº, bairro Prado Velho, desta cidade, realizou-se a sessão solene de posse do Acadêmico Dante Mendonça, recentemente eleito para a cadeira nº 1, desta Academia, na vaga deixada por falecimento do consócio Valfrido Pilotto, sob a presidência da confreira Chloris Casagrande Justen e na presença dos acadêmicos constantes do livro de presença, familiares do empossando, grande número de convidados e admiradores. Aberta e justificada a reunião, após a composição da mesa, em que figurou também Rogério Mendonça, irmão do novel acadêmico e deputado federal por Santa Catarina, foi executado o Hino Nacional pelo saxofonista Daniel Miranda. A seguir a senhora presidente designou os colegas Laurentino Gomes, Adherbal Fortes de Sá Júnior e Luiz Geraldo Mazza para, incorporados, recepcionarem o empossando e conduzi-lo à presidência, para a solenidade de posse. Assim, posto à frente da mesa diretora o recipiendário foi declarado membro perpétuo desta Academia e detentor da cadeira de nº 1, com direito ao uso das prerrogativas que lhe corresponde. Completando o ato, sua sogra Luiza Nascimento foi convidada a vestir-lhe a pelerine, cerimônia seguida de uma salva de palmas e da condução do empossado à cadeira assumida, junto  aos demais membros da corporação. Dando continuidade à cerimônia, Bárbara Kirchner interpretou uma das canções do CD “Língua Madura”, da composição de Octávio Camargo e do poeta Tahedeu Wojciechowski. Finalizada a apresentação musical, a palavra foi concedida ao acadêmico Ernani  Lopes Buchmann que, escolhido para saudá-lo, percorreu longa trajetória de sua convivência com o neotrentino Dante Mendonça em sua terra e em Curitiba, homenageando-o como colega e amigo;  lembrou passagens de graça e humor no seu desempenho como jornalista, cronista e chargista da imprensa diária da capital, bem com passagens como ator, diretor e produtor cultural  e de teatro. Ao encerrar, deu-lhe fraternal acolhida em nome da Academia, afiançando ao novel colega que aqui encontrará por certo todo estímulo para novas criações de sua inteligência e sua arte. Antes que se desse a palavra ao empossado, para seu discurso de elogio, Bárbara Kirchner interpretou mais uma página do “Língua Madura”. Após, cumprindo o ritual de posse, Dante Mendonça assumiu a tribuna e seu discurso trouxe inicialmente lembranças de sua iniciação na imprensa e na arte do cartoon, bem como dos amigos que fez e conserva. Fez depois um breve retrospecto de seus antecessores da cadeira, com um traço pitoresco e bem humorado sobre cada um. Enfim sua fala lembrou o pai motorista de caminhão e sua própria condição de mestre agrícola  do Colégio Agrícola da Camboriu, que seu diploma da Academia Paranaense vem agora coroar. Após, agradecendo a presença de todos, a presidente encerrou a presente sessão, seguida de um coquetel oferecido pelo novel acadêmico nas dependências do próprio Teatro Paiol.

Chloris Casagrande Justen – Presidente
Rui Cavallin Pinto – Secretário-Geral

Luís Guilherme Bergamini Mendes, administrador do site da APL, é Engenheiro de Computação formado pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Mantém o site da APL desde 2001.

Publicado em Atas