Meu querido Belmiro

Estou falando em nome de nossa Academia Paranaense de Letras, transmitindo o sentimento de pesar da presidente Chloris Casagrande Justen e de todos os seus colegas da tradicional Casa de cultura.

Sua família, seus amigos, seus leitores, seus conhecidos, aqueles que tiveram a oportunidade e o prazer da convivência, ainda que efêmera, todos nós estamos vivendo o pesadelo de seu passamento.

Os momentos de tristeza pela anunciada saudade do ser humano inigualável são também os momentos de reconhecimento pela obra que você produziu no itinerário de sua fecunda vida.

Oração pronunciada em 31.03.2014, à beira do túmulo onde foi sepultado o corpo do confrade Belmiro Valverde Jobim Castor, pelo Acadêmico René Ariel Dotti.

Para ler na íntegra clique aqui

 

Publicado em Geral